Presidente do Equador defenderá criação de centro de arbitragem na Unasul

Agência Brasil

“O presidente do Equador, Rafael Correa, defenderá amanhã (30), na sétima reunião de cúpula da União de Nações Sul-Americanas (Unasul), a criação de um centro de arbitragem regional. A reunião da Unasul começou hoje (29), com a presença dos chanceleres dos países intregrantes do bloco. A cúpula presidencial será nesta sexta-feira em Paramaribo, capital do Suriname.

“É urgente [a criação] de centros de arbitragem. Espero que entendamos que essa é uma forma de não estarmos em função de multinacionais”, disse Correa na última terça-feira (27), em conversa com jornalistas. O chefe do governo equatoriano lembrou que já havia proposto a criação de um centro de resolução de conflitos que permita aos países sul-americanos defender-se de abusos cometidos por corporações multinacionais.

Correa citou como exemplo a demanda da Chevron, empresa petroleira dos Estados Unidos, contra o Equador, apresentada na Corte Internacional de Haia, na Holanda. A empresa recorreu ao tribunal internacional após ter perdido um processo na Justiça do Equador sobre crime ambiental.

Multada por danos ambientais causados à Amazônia equatoriana, a Chevron recorreu à instância internacional para não pagar a multa de US$ 19 milhões. “Essa petroleira perde um processo privado nas cortes nacionais e ainda assim nos leva a um centro de arbitragem internacional”, reclamou Correa.”

http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2013-08-29/presidente-do-equador-defendera-criacao-de-centro-de-arbitragem-na-unasul

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.