Austrália e Europa : falhando com os refugiados globais

logo_header-3

A ONU só não esperava de que um dia muitos problemas acontecessem ao mesmo tempo em vários países pelo mundo ! Logo o número de refugiados é assustador ! Todos merecem ser tratados com dignidade, respeito. Mas isso não está acontecendo. Não há um planejamento adequado para recebê-los e nem o que fazer com tantos ! As guerras, as guerras civis, religiosas, terremotos e tudo mais não tem previsão de acabar. O número já está alto e pode aumentar ainda mais.

@AnaPaulaPaixãoMartins

Países ricos se negam a assumir sua parte da responsabilidade, enquanto nações pobres abrigam a grande maioria dos refugiados

Refugiados Rohingya abandonados no mar“. “A Itália se prepara para outra onda de migrantes”. “Os turistas dizem que os solicitantes de asilo estão estragando suas férias na Grécia”. “Cambodia concorda em aceitar refugiados recusados pela Austrália”.

Nas últimas semanas, os nossos jornais foram dominados por essas manchetes, cada uma delas testemunhando uma crise deslocamento de dimensões verdadeiramente globais. Segundo as Nações Unidas, o número de pessoas desraigadas por perseguições e conflitos armados já ultrapassa 50 milhões, o maior número desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Enquanto a grande maioria dos refugiados continuam a fugir para os países vizinhos, uma proporção crescente faz viagens longas, complexas e, geralmente árduas de um país e continente para outro, ao lado de migrantes que estão se mudando para melhorar seu padrão de vida ou se reintegrar a familiares. (POLITIKE- CARTA CAPITAL).

Austrália e Europa: falhando com os refugiados globais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s