Livre-comércio de veículos entre Brasil e México começa a valer nesta terça-feira

O ideal é ter livre comércio com vários países e de vários produtos. Que o MERCOSUL consiga um dia chegar nesse nível.

Sabemos que o México leva grande vantagem sobre o Brasil porque por aqui a carga tributária é muito alta e que o México tem melhores oportunidades de investimento que o Brasil. O receio do Setor é que os investimentos das montadoras vão parar lá. Com certeza isso irá acontecer. 

A reforma tributária é urgente, necessária, fundamental para o Brasil.

Com esse acordo esperam também fazer um de livre comércio com a Argentina. Os veículos que chegam da Argentina assim como os do México são também de  maior valor agregado. 

ESTADÃO “A partir de terça-feira, 19, Brasil e México passam a ter, pela primeira vez, livre-comércio de veículos e autopeças. Significa que montadoras instaladas no dois países poderão exportar e importar produtos sem qualquer barreira comercial como cotas e Imposto de Importação. Até agora, o acordo entre as duas partes previa cotas isentas de impostos.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) defendia a prorrogação, por mais três anos, do sistema de cotas alegando que a competitividade da indústria brasileira é muito inferior à do parceiro, que tem carga tributária interna menor, infraestrutura mais eficiente tem elevada escala por exportar a maior parte de sua produção para os Estados Unidos”…

Para ler a notícia completa acesse ESTADÃO 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s