Balança comercial traz agora classificação de produtos por setor de atividade econômica

Excelente ! Mudança fundamental para estudos, análises !

ECONOMIA 

“A Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia (Secex/ME) adotou uma nova metodologia para a divulgação dos resultados semanais do comércio exterior de bens. O modelo adota a nova classificação de produtos quanto ao setor de atividade econômica – Agropecuária, Indústria Extrativa, Indústria de Transformação –, detalhada pelas subposições da Classificação Uniforme para o Comércio Internacional (CUCI). Essas classificações são internacionais, recomendadas pelas Nações Unidas, e utilizadas por outros órgãos compiladores de estatísticas.

“Outro aprimoramento é o fato de que a publicação é mais extensa, com mais análises, e apresenta uma lista de produtos completa, que se aplica tanto às exportações quanto às importações”, avaliou o subsecretário de Inteligência e Estatísticas de Comércio Exterior, Herlon Brandão.

Com as novas classificações, a Secex busca alinhar ainda mais a compilação e divulgação das estatísticas ao International Merchandise Trade Statistics (IMTS), um manual de referência do comércio exterior. Os novos métodos também proporcionam maior coerência e possibilidade de comparação das informações divulgadas, tanto com dados de outros países quanto com informações do IBGE, por exemplo. A nova publicação, disponível na área de Estatísticas de Comércio Exterior do portal do Ministério da Economia, é gerada automaticamente, reduzindo a possibilidade de erros e aumentando a qualidade e a transparência dos dados da balança comercial brasileira.

Substituição do Fator Agregado

Essas classificações devem ser adotadas em todas as divulgações oficiais das estatísticas de comércio exterior, em substituição ao Fator Agregado – que se subdivide em básicos, semimanufaturados e manufaturados – e suas aberturas de produtos. “Para evitar que os usuários sofram com uma descontinuidade abrupta, será divulgada uma lista de compatibilização entre a classificação antiga, Fator Agregado, e a nova, Classificação Internacional de Bens por Atividade Econômica (Ciba)”, explicou Brandão.

Ele lembrou que, por estarem sujeitas à volatilidade imposta pela própria origem dos dados de exportação e importação – correções, atualizações, ajustes e cancelamentos –, as publicações semanais são preliminares. Portanto, devem ser descartadas após a publicação dos dados consolidados mensais. O subsecretário destacou ainda que o Brasil é o único país que divulga semanalmente todo o fluxo de exportação e importação de bens de forma desagregada.”…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.