Crise dos refugiados deve ser prioridade do próximo secretário-geral da ONU

A situação dos refugiados na Europa é gravíssima e muitos estão sendo desrespeitados. Os números só têm aumentado nos últimos anos. Guerras surgindo em muitos países, muitas regiões. 

As principais organizações de direitos humanos definiram hoje (11) a “agenda” do próximo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), defendendo que ele deve se comprometer com uma nova abordagem global para os refugiados e acabar com a pena de morte. A Amnistia Internacional, o Observatório dos Direitos Humanos e quatro outros grupos também consideraram que o próximo chefe das Nações Unidas deve estar preparado para invocar a carta da ONU para prevenir e acabar com atrocidades em massa, como as que têm civis como alvos em guerras… (AGÊNCIA BRASIL)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *