Muitas acusações cometidas pelo Presidente Maduro, segundo seus opositores.

Um grupo de senadores da Colômbia e do Chile apresentou nesta terça-feira (18) uma denúncia no Tribunal Penal Internacional (TPI) em Haia, na Holanda, contra o presidente venezuelano Nicolás Maduro por crimes como tortura e segregação, entre outros, disse à Agência EFE o parlamentar colombiano Iván Duque.

“É um documento de denúncia que se apresenta à Promotoria do TPI, onde estamos acusando Nicolás Maduro de crimes que são competência dessa corte, como tortura, apartheid por segregação e ataques desmesurados a um segmento da população, homicídios seletivos, sequestros e deportações em massa”, disse Duque à Efe por telefone… (EBC)