“O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, informou hoje (9) que um grupo de países, incluindo Brasil, Austrália e membros da União Europeia, vai propor uma investigação sobre as decisões da Organização Mundial da Saúde (OMS) e um processo de reforma da entidade. Araújo disse que há, por parte do órgão, “falta de independência, de transparência e de coerência nos posicionamentos e orientações sobre aspectos essenciais” no enfrentamento à pandemia de covid-19″…

AGÊNCIA BRASIL

A OMS recomendou e voltou atrás com recomendações, colocou em risco muitas pessoas e governos podem ter sido mal interpretados.